sábado, 24 de fevereiro de 2018

Emi de Morais - Os Agentes da BSS 01 - A Decodificadora

Sinopse:

Quando desembarcou em Boston para atender a convocação do mais importante comandante da segurança nacional americana, o agente Murilo Marconi só tinha em mente sua ascensão profissional.

Entretanto, o que inicialmente parecia ser uma excelente oportunidade de trabalho, acabou se transformando em uma operação perigosamente sensual quando se vê dominado por sentimentos inesperados em relação à decodificadora do cartel: a pequena e deslumbrante Babi Savi, que era a chave do sucesso daquela missão, mas que não se mostrou propensa a colaborar.

Atraídos um pelo outro, Marconi e Babi enfrentam a batalha do coração e também a realidade de estarem trabalhando para lados opostos da lei.

Paixão, razão e adrenalina fazem de A Decodificadora um romance envolvente e sensual. O primeiro livro de uma série policial que vai te arrebatar da primeira até a última página.


Resenha:
Uma história repleta de adrenalina, fortes emoções e tons de comédia. O mocinho é bruto, possessivo e nem um pouco dócil. Com esse jeito nada delicado foi que Babi caiu na teia feita por esse agente secreto.
Ela, uma decodificadora de mensagens (sem livre e espontânea vontade, já que o bandido está com seu irmão Tiago de refém) para um narcotraficante. Ele, um agente brasileiro altamente qualificado trabalhando para a equipe internacional em busca de interceptar a decodificadora.

Sem muitos detalhes quanto ao trabalho de decodificação (apenas um, contendo músicas), a trama segue com cheia de expectativa quanto a interceptação da mensagem e o flagrante do narcotraficante.
Conhecemos outros integrantes do grupo secreto e claro, queremos saber um pouco mais do que cada um deles tem para contar. Sendo cada um de uma nacionalidade, já imaginamos mil e um cenários para que eles se apaixonem.

Os amigos da Babi são um detalhe a parte, por se tratar de homossexuais e serem super protetores. As situações ficam mais divertidas quando Will aparece com seu jeito despojado e Laura surge ciumenta.

A escrita é em terceira pessoa, típica desse estilo de livro. A narrativa tem detalhes na medida certa e pensamentos esporádicos de cada personagem, trazendo um pouco mais deles para próximo de nós, como a narrativa em primeira pessoa faz.

Leitura recomendada para os apaixonados por ação como eu.

Autora: Emi de Morais Facebook Wattpad

Sobre a Autora: Apaixonei-me pelos livros ainda muito pequena, encantada pelas histórias contadas pela minha mãe que criava personagens e mundos fantásticos para incentivar eu e minhas irmãs a ler os livros exigidos na escola e assim, adquirir o hábito da leitura.

Mais tarde, formei-me em Letras para que pudesse estudar Literatura mais a fundo. Me senti incentivada a escrever depois de ler um livro cujo final me indignou e de tanta raiva quis fazer minha própria história para dar o final que eu quisesse. Dessa pequena revolta nasceu o primeiro livro da série dos Agentes do BSS – A Decodificadora.

E o que começou como uma brincadeira terapêutica, acabou virando um projeto sério e uma meta para minha vida.

Adoro viajar, conversar com personagens fictícios e tenho o estranho hábito de observar as pessoas por ai tentando adivinhar em pensamento as coisas mais estranhas sobre elas. Essa sou eu.

Onde Comprar:

AWF Santos, Hellen Caroline e MF Correa - 3 Amigas e um Felizes Para Sempre

Sinopse:
Era uma vez, três jovenzinhas inocentes, puras e...

Não, não, não! Há um engano aqui, e dos grandes.
Sim, é verdade que Mikaela, Chloe e Cindy são três moças, cheias de vida, sonhos e projetos.
Mas puras? Inocentes?
Isso não poderia estar mais longe da verdade.












Resenha:
Três contos cheios de amor e sonhos. Nem um pouco previsível, as três histórias fazem referência a três conto de fadas, mas de uma forma como você nunca viu.
O primeiro conto faz referência a história da chapeuzinho vermelho. A doceira Mika é atropela pelo seu Lobo e a cada interação, nos deleitamos com frases dessa antiga história.
O segundo conto nos remete a Cinderela. Ao invés da madrasta abusada, Cindy Mary tem a chefe sem noção. E o príncipe... bem, esse surge depois de um encontro hot.
Para finalizar com Branca de Neve, o terceiro conto narra os sete encontros de Chloe, apesar do seu príncipe estar ao seu lado.

Contos que despertam o riso e aquecem o coração.


Autoras: AWF Santos, Hellen Caroline e MF Correa

Onde Comprar: 

Evy Maciel - TroubleMaker 01 - Garoto Problema

Sinopse:

“Essa não é uma grande história. É apenas a minha história. 

Nada de incomum ou extraordinário, somente uma garota americana ingressando na universidade com um ano de atraso, em outro continente. Sem pais ou amigos por perto, duas malas, objetos pessoais e algumas lembranças de pouca importância. 
Nada de interessante, mesmo. 
Será um recomeço, minha chance de fazer diferente, de tentar ser melhor e pela primeira vez descobrir quem eu sou ou quem quero ser.”
Foi o que escrevi em meu caderno enquanto o táxi ia rumo à New Cross.
Não imaginava que ao deixar todos os meus problemas para trás eu encontraria outro para substituí-los à altura. Também não fazia ideia de que ele teria um nome e sobrenome. 
Hunter Stevens. 
O garoto britânico tinha todos os adjetivos que eu detestava e se esforçava ao máximo para ser desagradável a fim de que o odiasse. Também era talentoso para escrever músicas que transbordavam emoções contraditórias, assim como tinha o dom de me tirar do sério com as porcarias que saíam de sua boca suja.
Em momento algum cogitei a hipótese de me sentir atraída por suas tatuagens e o sorriso diabólico. Mas admirava a fidelidade aos amigos e o instinto protetor quando se tratava de sua irmã gêmea.
Contra todas as probabilidades, eu me apaixonei.
Desde então, Hunter Stevens se tornou o meu problema favorito. 


Resenha:
O típico livro que não me ganhou na primeira impressão, mas teve um lugar cativo no meu coração depois de todas as outras impressões. Confusões, segredos e romance na época de faculdade são os elementos principais que caracterizam o cenário dessa intensa história. Hunter é o mocinho que a gente adora chamar de todos os xingamentos possíveis no início, mas no final, suspiramos apaixonada. Amy é delicada, sentimental e de grande coração. Quase impossível não se apaixonar pelos dois.

No início há uma mescla de narração entre eles, em primeira pessoa. Quem gosta de saber o que cada um sentiu em determinada cena, vai curtir essa narrativa. Amy está em Londres para fugir de alguma coisa que aconteceu na sua cidade. Hunter também foge, mas do amor e de tudo que vem com ele. Suave como coice de cavalo, o surgimento de Amy como colega de apartamento de sua irmã o deixa desconcertado. Ele já era grosso normalmente e com ela, elevou a algo surreal.

Para os que conhecem, existe uma linha tênue entre o amor e o ódio. Não se pode sentir um, sem ter sentido o outro. E é isso que a autora consegue trilhar muito bem, com uma escrita fluída e uma revisão impecável. Hunter passa de odiar a forasteira, a sentir ciúmes, a se inspirar para músicas e até a ser menos agressivo com seus companheiro de apartamento. 
Os personagens secundários são outros amores a parte, uma vez que em poucos momentos roubam a cena e nos fazer querer saber mais e mais sobre cada um deles. Quero livro para cada um, pode ser?

Se algo nesse livro te intimidou a não ler, mude seus conceitos começando a leitura ainda hoje. Apesar de que vários pontos ainda precisarem ser esclarecidos no próximo livro, é uma leitura de qualidade e com uma trama bem construída. 

Autora: Evy Maciel Facebook Wattpad Homepage

Sobre a autora: Evy maciel é brasileira, tem 27 anos e reside em Içara-Sc. É natural de Osório-RS.
Começou a publicar seus contos no ano de 2012, em um site de fanfics. Com um feedback positivo do público leitor, reescreveu algumas de suas histórias e as publicou de forma independente no Amazon, em formato e-book digital.
Possui mais de dez e-books publicados, entre contos e romances. Alguns de seus livros  são vendidos em formato impresso, de maneira independente, na loja virtual da autora.
Teve seu primeiro romance publicado por editora, em agosto de 2016.
"O Que Acontece Em Vegas Fica Em Vegas", um thriller erótico, foi lançado na Bienal Internacional do Livro  de São Paulo, pelo selo Divas da Qualis, da Qualis Editora.
Publica algumas de suas histórias no site Wattpad e gosta de interagir com seus leitores através das redes sociais Facebook e Instagram. 

Onde Comprar:
Amazon

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

M. S. Fayes - Apenas Um Toque

Sinopse:
Quando Adam St. James colocou os olhos na doce Mila Carpenter, não esperava ficar fascinado de maneira inexplicável. Durante um bom tempo, fez questão de cercá-la de atenção, mostrando que queria ser muito mais do que um cliente da delicatessen na qual ela trabalhava.

Mila não acredita em contos de fadas. Sua história de vida indicava que a perfeição do amor só existia ali: em histórias e livros. Mas nem por isso levava a vida de maneira amarga ou fria. Seu coração, porém, começou a bater mais forte à medida que o enigmático Adam, seu cliente misterioso, lhe dedicava atenção.

Quando seus mundos colidem, de forma incontestável, Mila tem a primeira fagulha da sensação de que o amor pode ser sutil ou fatal.

Um encontro. Um desencontro. Uma mágoa profunda instalada em ambos os corações. Um reencontro cheio de segredos que podem uni-los ou separá-los para sempre.

Na contramão de todos os sentimentos conturbados, tudo o que os dois sabiam era que bastava apenas um toque, para que tudo perdesse o sentido.

Resenha (Divagação):

A divagadora mor de todos os tempos literários merecia uma resenha a sua altura. Esse era um livro aguardado mesmo antes de saber que ele seria publicado pela The Gift Box. Martinha sempre teve esse dom, de jogar uma frase, um spoiler ou uma bomba e... me deixar curiosa.

Depois de uma grande sequência de livros com temas mais juvenis, entre Por trás da Fama, Rainbow e Dangercok (porque sou fã da autora, mas não li todos-todos livros, tem um conto ai no meio que passou despercebido por mim. Mas tenho todos os físicos, se isso conta), agora veio um new adult para me fazer relembrar o motivo de ter me apaixonado pela sua escrita. Sou apaixonada pela Trilogia da Lei (não leu? Faz favor de começar agora) e então, apaixonada por Apenas um Toque. E como o próprio nome do livro, bastou apenas isso para eu ser possuída...


Fiquei possuída pela leitora que não conseguia parar de ler. Estava eu, com meu cronograma todo elaborado para começar esse livro no dia 15 e foi como mágica que ele antecipou e me... bagunçou. O que uma mãe de dois filhos, fora de sua cidade de residência e preparando a volta para casa faria? Deixa o celular ou o kindle por perto enquanto se divide em 5. Ou então, chama a vó, faz cara de gato de botas e mergulha na história num canto da casa... ou junto com o cachorro, mais seguro ninguém interromper.

E vamos ao que interessa, porque a resenha é do bonitão Adam St. James e a fofa da Princess Mila. Ela não curte muito esse nome, só se apresenta como Mila, tem trauma com bullying e tudo mais... mas eu, como leitora, posso escolher como chamar para te fazer, querido leitor da resenha, se apaixonar.
Ela, uma garçonete, buscando seu lugar ao mundo no mercado de trabalho conforme sua graduação, no caso, literatura (ou português... algo nessa área. Não, eu não decoro esses por menores...). Ele, um elegante empresário, que religiosamente vai a deli (porque eu não decorei como se escreve a tal delicata-não-sei-das-quantas :P) para ver Mila. Ele era bem resolvido, tinha tudo em sua vida, só faltava a moça do sorriso fácil e o coração de ouro.

Ah, mas está na cara que ele vai se apaixonar por ela e ser feliz para sempre... talvez uma ex-namorada apareça e cause um rebuliço... Bem, que bom que você pensou assim, eu também e qual não foi minha surpresa que isso aconteceu.... como eu não esperava.  
A mocinha luta uma batalha interna para superar um trauma que ela leva pela vida, a de ser órfã. Parece fácil, cansamos de ler isso em livros, mas a forma como foi abordada nessa história teve um cunho tão real, os sentimentos eram tão bem descritos, que eu me senti na pele de Mila e a defendo com unhas e dentes, como Vic, seu próprio amigo-irmão (um adendo aqui, porque o amigo é amigo e merece todo o meu respeito, simpatia e paixão literária).
Voltando ao assunto, sim, isso quer dizer que Mila faz algo impulsivo e impensado, mas tem todo o respaldo e resguardo de uma boa escrita, está tudo bem justificado, é muito compreensivo todos os medos e inseguranças. E, para minha outra surpresa, o mocinho não foi daquele que mostra os erros da mocinha, nos faz vibrar por ele fazer ela sofrer tanto quando ela o fez sofrer e por aí vai...
Nãaaaaaaaaao!

Adam, além de ser perfeito (gente, que boy literário é esse?), ele não só mostrou o quanto Mila errou, mas praticamente a carregou no colo para que ela entendesse que não precisava agir assim, que poderia confiar nele de olhos fechados. Eles foram maduros o suficiente para se entenderem, sem um botar culpa no outro e serem... felizes.
Clichê?
Poderia até parecer, tudo indicaria ser o famoso enredo CEO e moça pobre, se não fosse por esse detalhe. O mocinho é compreensivo, ele luta pela sua mulher e não deixa que seus traumas a dominem, mesmo que seu coração saia machucado no caminho. A mocinha não precisa correr atrás dele, se justificar de todas as formas o motivo de ser comportamento. Ele entende, ela compreende e tudo se resolve com maestria.
Adoro isso nos livros, porque meu EU literário adora um mocinho mandão, ciumento e possessivo, mas o meu EU de verdade vibra quando o mocinho não faz a burrada e mesmo assim, ajuda a arrumar até chegar nos felizes para sempre.

E o que foi aquele clímax quase perto do final do livro? Martinha quase me fez chorar e vomitar dentro do carro, local em que estava lendo, enquanto um filho pedia atenção do lado direito e o outro pedia do lado esquerdo e eu... precisava saber o final e acabar com o que meu coração já sabia... ou não, eu estava desesperada. Adoro livros que me fazer sentir, entrar na trama de verdade, me instigar a ler até o fim!

Não posso esquecer de comentar dos risos que sempre solto quando leio algo escrito por M. S. Fayes. Seu humor, mesmo que apenas uma pitada, me faz ler o trecho e escutando a própria voz dela narrando de tão característico. Acho que ela foi a única que conseguiu me esquentar e fazer rir em uma cena íntima, tudo junto, sem perder a temperatura e a pegada, porque vou te contar, o Adam...

Eu sei que será livro único, que a autora já soltou aos quatro ventos que não haverá continuação... para meu consolo, haverá algo extra no exemplar físico e eu PRECISO dele. Assim. Simples.

Bem, ainda preciso treinar muito para ser uma divagadora jedi como Martinha. O importante é que foi de coração, ainda palpitando e de ressaca literária, encerro esse textão!  




Autora: M. S. Fayes Facebook HomePage

Sobre a autora: M. S. Fayes é o pseudônimo de Martinha Fagundes, conhecida na internet por suas divagações sarcásticas sobre todos os tipos de livros.

De leitora ávida e curiosa para escritora foi um pulo. Esposa, mãe de dois rebentos, dona de casa, fisioterapeuta, professora, blogueira, desenhista e escritora, ela encontra em suas múltiplas personalidades a inspiração para criar seus personagens.
Incansável, ela sempre está criando um universo próprio, com bastante romance e emoção. De sua cabeça saem simultaneamente várias histórias, onde o foco principal é o próprio leitor.


Onde Comprar:

Sue Hecker & Cassandra Gia - O Despertar da Baba Yaga

Sinopse:
Lara, Yuri e Dimitri estão juntos desde crianças, nunca se separando, mesmo nos momentos de maiores dificuldades. Desde que a menina nasceu, ambos os meninos, com quatro anos à época, caíram e se renderam aos seus encantos, numa ligação de amizade profundamente sincera e bonita. Sofrimentos e alegrias de um são os mesmos para os outros dois, numa ligação espiritual inquebrantável!
Quando Lara, aos quatro anos, começa a ter estranhos “transes”, sem qualquer controle de sua parte, nada mais natural que seus amigos tentem auxiliá-la como podem, sempre dispostos a fazerem isso a qualquer custo. 
No trilhar desse caminho, por si só já difícil, conforme vão crescendo, Lara vivencia uma situação de conflito entre a lealdade a um deles e a paixão por outro, o que complica ainda mais sua busca por respostas! 
Yuri sempre esteve e assim continuará ao lado de Lara e, se tiver que ir ao fundo do poço para a ajudar a encontrar o que precisa para entender melhor seu dom, com certeza o fará sem hesitação! Até mesmo abrir mão de sua menina fofa, desde que isso a faça feliz.
Dimitri ama profundamente seus dois amigos de infância, pelos quais é capaz de fazer qualquer coisa. O simples pensamento de ferir um dos dois já lhe causa uma profunda dor no peito, tão forte quanto a que lhe aperta o coração ao ter pensamentos e desejos insidiosos a lhe invadirem a mente, sem que possa evitar.
Uma história que envolve crises existenciais, tradições que passam de mães para filhas, mistério e paixão, no interior do mundo fantástico do circo, em cidades brasileiras encantadoras, no Pantanal mato-grossense e na linda e envolvente Moscou. Venham conhecer a história dessas três lindas criaturas, cuja ligação espiritual transcende o mundo material.
Mais uma história de magia, inspirada na centenária arte circense, na admirável e fantástica cultura russa e nos meandros do sobrenatural. Senhoras e Senhores, o Gran Circo Asjevilétui (Oживлять - Renascer) apresenta-lhes... O Despertar da Baba Yaga.

Resenha:

Ei, você aí, não se intimide por esse nome ou pelas três pessoas na capa desse livro. Não julgue por isso, porque esse livro lhe reserva muito mais do que os olhos podem ver.
Mais do que uma história, um romance, algo surgido das mentes criativas das autoras. O Despertar refletiu muito no meu modo de ver a amizade, a que nível estamos evoluídos o suficiente para fazer algo por amor. Não foi qualquer tipo de amor...
Você pode ler esse livro sem ter lido a Fênix de Fabergé, porque a história acontece antes de tudo o que nosso poderoso palhaço Bimbom passou. Apesar do circo ser parte da história, ele é mais um plano de fundo para a história de mistério e magia que envolve esse trio. Você tem medo de palhaço? Você não gosta de circo? Recomendo esse livro, para desmistificar e te desafiar.

Lara não é a típica mocinha ingênua. Ela está sempre acompanhada de seus dois escudeiros desde quando nasceu e toda a sua evolução acontece do início ao fim do livro. Iniciamos com uma menina tímida e carinhosa e terminamos com uma mulher poderosa e confiante.

Muitos podem dizer que foi um triângulo amoroso, mas esse relacionamento está muito longe disso. O anjo loiro, Dimitri e o eterno noivo, Yuri, são mais do que pontos para formar esse triângulo com Lara. Misturando um folclore que desconhecia, russo, com nossa realidade atual, os três são almas complementares, amizade e amor que se compartilham. Vocês podem achar que seria um romance a três. Não, erraram novamente. Esse romance trata tudo tão junto, separado e misturado...

Sabe aquela história que te faz refletir sobre a vida, que te deixa sem chão e arranca fortes emoções? Baba Yaga é esse tipo de livro, além de acrescentar conhecimento histórico, geográfico e folclórico. Uma história rica, com conflitos maduros e muito, mas muuuuuuuito criativa!

Não posso esquecer de comentar sobre a passagem de Lara e Yuri no Pantanal Mato-grossense. Fiz questão de tirar fotos com os famosos francisquitos e na Igreja de São Benedito, todos parte da cultura Cuiabana.


Autoras: Sue Hecker & Cassandra Gia Facebook Facebook 

Sobre a autora: 
Sue Hecker é, na verdade, um pseudônimo escolhido por uma grande amiga da autora. Tem 42 anos e é casada com um marido super companheiro, com que tem um filho maravilhoso. Criar estórias e dividi-las com as pessoas começou como um passatempo, que se transformou numa experiência mágica. Ao começar a postar sua primeira criação, nunca, em toda a sua vida, sentiu-se tão amada e querida por tantas novas amigas, conquistadas durante a postagem da estória. Sempre foi uma devoradora de livros e, atualmente, flagra a si mesma sonhando, cada vez mais, em usar sua inspiração para criar mais estórias. Acha incrível como os personagens falam com ela, a todo momento! Na escrita, encontrou a melhor terapia para muitas coisas. Afirma que, em cada palavra que escreve, há mensagens ditadas por sua sensibilidade, que encontra eco em seu coração.


Cassandra Gia é o pseudônimo de Simone Gianotti, nascida na pequenina Conchas (SP), em 1968. Desde que pegou o primeiro livrinho de contos infantis nas mãos, segundo sua mãe, já começou a inventar histórias para as lindas figuras que a encantavam. Leitora compulsiva, sempre gostou de qualquer gênero literário, embora priorizando os romances, que pegava emprestados de uma querida prima. Após passar por algumas universidades, em

cursos diferentes, finalmente se formou em História pela Universidade de Brasília. A Fênix de Fabergé é sua primeira experiência como escritora, após anos revisando e betando livros de outras autoras.

Onde comprar:

Nana Valenttine - Lendas de Amor 01 - O Beijo da Lua

Sinopse:
Luna Elizabeth Walker é uma doce jovem marcada pela dor. Amparada pelo tio após a morte de seus pais, ela vê-se encurralada em um caminho sem volta, onde apenas o amor poderá ser capaz de libertá-la.
Quando Michael Preston, sexto Duque de Blanchard retorna a Londres após seis longos anos, não esperava apaixonar-se instantaneamente pela jovem mais intrigante de toda a sociedade Londrina. A proximidade entre os dois despertou em ambos um sentimento arrebatador capaz de enfrentar qualquer obstáculo.
Mas Luna guarda um segredo. Um segredo doloroso que pode colocar em risco não apenas o amor de Michael, mas também sua própria felicidade para sempre.
Será o amor capaz de curar e perdoar um coração que fora severamente privado de amar por tanto tempo?

Resenha:

Acompanhamos o sofrimento de Luna até encontrar seu final feliz. Desde os primeiros capítulos, sofremos junto com a mocinha por estar numa situação singular, órfã e vivendo sob a asa de um tio um tanto... possessivo.
Impossível não se comover com o sofrimento da mocinha e mesmo assim, ela ser otimista e muito sonhadora.
Temos uma vista ampla dos pontos de vista dos personagens principais, inclusive, com alguns bônus de uma coadjuvante que rouba a cena, por ser narrado em terceira pessoa. A escrita varia entre cenas corridas e passagens detalhadas, fazendo com que o livro narrasse mais do que apenas alguns dias, mas meses.

O encontro com Michael Preston, o mocinho, é inusitado. Luna não tem nenhuma intenção de se interessar pelo belo rapaz, uma vez que nenhum homem foi firme o suficiente para enfrentar a força que seu tio tinha sobre ela. Mas Michael se encantou por ela e faria de tudo para tê-la para ele desde o primeiro beijo roubado.

Como não tenho muita experiência com romances de época, não sei como são os protocolos, mas sei que tudo que passe de apenas um tocar de mãos é algo escandaloso. Luna não tem inibições com Michael e isso a torna mais preciosa do que qualquer outra pretendente.

Mas então, a autora nos presenteia com um mocinho humano, inseguro e protetor, tanto que arriscará sua própria felicidade para que Luna fique segura. É uma das partes do livro que meu EU literário se aprofundou no sentimento e entendeu, quis colocar o mocinho no colo e acolher. Mas meu EU de verdade não aceitou e quis jogar meu dispositivo eletrônico na parede.

Um ótimo livro para as apaixonadas pelos livros de época, fugindo de padrões e clichês.



Autora: Nana Valenttine Facebook Instagram

Sobre a Autora: Nana Valenttine escreveu o seu primeiro livro aos 26 anos intitulado "O Beijo da Lua", livro um da série Lendas de Amor. Gaúcha, técnica em enfermagem, mãe, esposa e leitora voraz, é apaixonada por romances de época. Suas autoras favoritas são Mary Balogh, Julia Quinn, Lorraine Heath, Loretta Chase, entre outras. 


A série Lendas de Amor traz temas emocionantes, que são complementados com uma pitada de humor, drama e muito romance. A trama é desenvolvida com determinada delicadeza, e nos apresenta personagens cativantes. "Os Olhos de Hazel", livro dois da série,  ocupa a primeira posição de vendas da categoria de romance históricos na Amazon desde seu lançamento, repleto de críticas muito positivas. Seguindo-se, "O Beijo da Lua", primeiro volume, também se destaca ocupando a segunda posição, e cativando cada vez mais os novos leitores de Nana, apresentando inúmeras avaliações positivas.

Onde Comprar:

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Paola Scott - Enquanto Houver Tempo

Sinopse:
“Dizem que a vida inteira passa diante dos seus olhos quando você está morrendo. Porém, o que não dizem, é que a vida que não viveu também te atinge em cheio nesse momento.

Dor...

Medo...

Arrependimento...”

Dante, um respeitável homem de negócios, é obrigado a dar uma pausa no ritmo frenético no qual vive. Por sugestão da irmã, viaja para um lugar com hábitos totalmente diferentes aos quais está acostumado. E quando o tédio e desânimo parecem abater esse workaholic, uma pessoa o fará repensar o modo de enxergar a vida. 

Gaia vive para a terra, para o cultivo das maçãs e para os seus animais de estimação. Com a filosofia de viver cada dia como se fosse um novo presente da vida, essa mulher de expressão serena desperta o interesse no homem refinado, porém deslocado, que chega à região.

De repente, ambos parecem se completar. 

Enquanto houver tempo, é possível mudar o rumo de duas vidas?

Resenha:
Um viciado em trabalho tinha todos os pré-requisitos para um fim sozinho e sem amor. Focado em ambições e posses, Dante é mais das vítimas de seus mal hábitos alimentares, do trabalho excessivo e da falta de lazer. Ele enfartou e foi apenas nesse momento, quando sua vida estava mais para morte, que ele reviu seus feitos e pensou em mudar.
Até aí tudo bem, porque pensar é uma coisa e fazer é outra. Narrando sua versão da história, Dante enxerga a necessidade de mudar hábitos não saudáveis, mas não sabe como. Mudar a rotina não é apenas acionar um interruptor, é necessário mudar internamente e conceitos, compreender que muita coisa que você acreditava estar certo, hoje, está errado.

Dante era um lobo velho, resistindo aos conselhos da irmã e ao amor de sua sobrinha. Não que ele era insensível, mas família nunca foi o foco da sua vida, por mais deprimente que ele achasse. E, como tudo na vida, ele deu uma chance ao desconhecido, aceitou a sugestão da irmã para viajar até uma cidade pacata e do interior da região Sul do Brasil.
Nem Dante, nem Gaia estavam preparados para o choque de realidade. Com objetivos completamente diferentes de vida, enquanto Dante enxergava números e eficiência, Gaia contemplava sorrisos e a calmaria de estar no campo. Dona de uma propriedade de alimentos orgânicos, seu carro chefe era maçã e foi por elas que Dante interessou em conhecer mais da mulher do campo.

A abordagem da fruta, relacionando a sobrinha que adorava e de Dante que se apaixonou também nos fez relacionar o livro a maça. Nunca mais olharei para a bela fruta vermelha e enxergarei apenas um alimento, mas a história de Dante e Gaia.

É possível o homem da cidade viver no campo e vice-versa? Só lendo para conhecer, sentir e se apaixonar. O relacionamento dos dois é maduro, tudo flui com naturalidade. Envolvemo-nos com a mudança de visão de vida de Dante e o quanto Gaia é uma pessoa especial e que merece o melhor do mundo.

Com um sorriso nos lábios terminei a leitura e durante a história, entre testa franzida e caretas, consegui me apaixonar não só por esse novo mundo que me foi entregue em forma de e-book, mas pela escrita da autora e a cidade! Preciso conhecer essa cidade e ter a sorte de encontrar Dante e Gaia nela!
Vale salientar que esse foi o único livro, até hoje, que consegui visualizar o modelo da capa como sendo o mocinho da história. 

Autora: Paola Scott Facebook Homepage

Sobre a autora:
Paola Scott é o pseudônimo de Patricia Zirhut Dalmolin. Nascida e criada em Curitiba, casada, mãe de dois filhos e contadora por profissão, viu a escrita surgir por intermédio da leitura.
Sentindo falta de romances que retratassem a mulher na sua fase madura, decidiu se aventurar na brincadeira e escrever uma história mostrando que a idade não é empecilho para se viver um amor cheio de fantasias e erotismo.

Onde Comprar:

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Nana Simons - No Berço da Máfia 02 - O Monstro Rendido

Sinopse:

AVISO: Este é um romance Dark contemporâneo, nada tradicional. Ele contém assuntos polêmicos, incluindo um anti-herói, linguagem imprópria, conteúdo sexual gráfico e abuso sexual (não romantizado). Esta é uma obra de ficção destinada a maiores de 18 anos, público adulto somente. A autora não apoia e nem tolera esse tipo de comportamento. Não leia se não se sente confortável com isso.


"Você tem o cheiro da morte, mas é a mais doce fragrância que já senti. E tudo bem, porque já provei venenos piores. Você prega peças e me confunde. Me salva e desvia da morte. Mas no fim, ainda é minha overdose.

Anita Bonucci não conhece limites. Não tem papas na língua, não gosta de seguir regras e não joga para perder. Isto é... Até Luigi DeRossi entrar na jogada.
Luigi nunca teve problemas em conseguir o que queria, principalmente se tratando de mulheres. Dono de um incrível sorriso-sarcástico-encharca-calcinha e a fama de levar qualquer mulher ao céu, o Consigliere não esperava ter uma ereção constante pela maior vadia de toda a máfia italiana.
Ela não vai se render
Ele não vai desistir
Uma noite, uma chantagem e os dois estão perdidos. Apenas um pode vencer.
Dizem que entre o amor e o ódio existe uma linha tênue, até que ponto você andaria nela pra sair vencedor?"

O romance que arrebatou corações, fez com que leitores perdessem noites de sono e exaltou hormônios, confundindo os sentimentos de quem leu. Você está convidado para entrar nesse universo e aproveitar o show. É uma honra para a Famiglia.


Resenha:
Antes de ler o segundo livro, recomendo a leitura do primeiro. Apesar de serem casais separados, muita coisa só será entendida se mergulhar nesse universo de cabeça.
Anita é a irmã gêmea desbocada, sem limite e sem medo de consequências da família Bonucci. O relacionamento escondido entre ela e Luigi é claro no primeiro livro, mas é nesse segundo que ficamos por dentro do que realmente aconteceu. Nossas dúvidas finalmente são esclarecidas e o desenrolar dessa história nos choca.

A protagonista narra sua versão da história que nos faz ter um misto de amor e revolta. Ela quer se ver livre desse mundo da máfia, mas seu coração está mais do que preso nas mãos do cunhado da sua irmã. Ele é irreverente, despreocupado e um verdadeiro cachorro. O seu amor não vai além do que sente pela mãe e o que acha que sente pela mulher de seu irmão mais velho.
Nosso relacionamento com Luigi não começa às mil maravilhas, já que ele demonstra, claramente, não querer se envolver. Ele nem tenta se enganar, não há sentimento oculto dentro dele. Lembre-se, esse é um livro dark e os mocinhos são os piores.

Só que existe redenção para um homem mau... mas há um custo alto! E é por esse desenrolar, pelo desfecho dessa história que devorei as páginas e me entorpeci por essa história. Acompanhar a evolução de um relacionamento que começou errado e permaneceu errado foi doloroso e feliz, porque sabíamos que algo de ruim iria acontecer.

O mais importante é que o final sempre vem com uma lição, nos enche de sofrimento e alívio. Esse monstro me surpreendeu e está de parabéns!

Autora: Nana Simons Facebook Wattpad

Sobre a autora: Nana Simons é o pseudônimo da autora Paulista, 20 anos de idade, estudante de psicologia e eterna apaixonada por livros. Começou a escrever com 15 anos nas comunidades do Orkut, as web novela de antigamente. Autora de romances dark e eróticos, deixa os personagens contarem os lados sombrios de suas histórias. Trazendo temas polêmicos, contraditórios e envolvendo uma carga alta de emoção na trama. Se for ler, é melhor se preparar para se sentir na pele dos personagens.

Onde comprar:
Amazon

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Nathany Teixeira - Área Militar

Sinopse:
Kimberly Digory é uma jovem de dezoito anos que tem uma vida normal, apesar de saber que seus pais, Paul e Savannah Digory, trabalham para uma organização secreta do governo, como agentes disfarçados. Em uma manhã nebulosa, Kim vê sua vida se transformar em um inferno quando, em uma emboscada, sua mãe é morta e seu pai desaparece. Então, a Área Militar é acionada. Um local criado para proteger os filhos de agentes envolvidos em organizações secretas. Kimberly é levada para lá e precisa seguir às ordens de um comandante de feições duras, conhecido como o Primeiro. O que fez com que um jovem comandante possuísse em suas costas um cargo de tamanha honra e responsabilidade, ainda é um mistério para Kim. Movido por ódio e vingança, o Primeiro conseguiu se reerguer de sua ruína, tornando-se o maior comandante e autoridade máxima, criando assim inimigos poderosos. Até o momento, o comandante Primeiro se sentia imbatível, pois não havia nada que se pudesse fazer contra alguém que não tinha família ou pessoas com quem se importar. Essa vantagem sempre esteve ao seu lado em seus inúmeros combates. O que ele não esperava era que um simples encontro poderia mudar tudo. Depois de muitos anos, o Primeiro tinha um ponto fraco. Com nome e rosto. Certamente, o mais lindo que ele já havia visto.

Resenha:
Uma garota está começando seu primeiro dia de faculdade acompanhada da sua melhor amiga. Poderia ser mais um dia comum, se não fosse a profissão dos seus pais, o ex-namorado ressurgindo e uma ligação misteriosa. Com a mistura perfeita para uma história cheia de ação, aventura e paixão, a autora trouxe uma versão mais suave e juvenil para um assunto normalmente narrado por personagens maduros (para não dizer com mais de 35 anos).

Kimberly começa narrando a história por seu ponto de vista. Ela precisa ser retirada do seu ambiente atual, no caso a faculdade, pois seus pais participaram de uma missão e ela não deu muito certo. Ela é levada para a Área Militar pelo próprio comandante desse local de segurança máximo e seus braços direitos. Aos poucos, vamos sabendo um pouco mais de cada um desses homens poderosos e seus papéis nesse local, que parece até uma cidade.

O desenrolar da história é fluída, coerente e te faz devorar todas as páginas, porque queremos saber mais sobre essa missão que não deu certo, saber sobre a amizade de Kim com suas novas amigas, o envolvimento com os comandantes e o Primeiro...
Ah, esse homem, tão singular, mas tão apaixonado. Ele tem um passado que o traumatizou, mas Kim rompe todas as suas barreiras e faz com que o amor flua.

Pela forma da escrita e abordagem da história, recomendo a leitura para as apaixonadas em ação e também para as florzinhas de plantão! 

Autora: Nathany Teixeira Facebook Wattpad

Sobre a Autora: Nathany Teixeira tem 25 anos, mora em Minas Gerais, é educadora física, escritora e leitora compulsiva. Desde a infância, revelava seu amor pela literatura quando, semanalmente, lia um livro da biblioteca pública pertencente a escola que estudava. Fã de séries e filmes policiais, seu interesse pelo tema despertou cedo. Área Militar é a primeira obra publicada da autora, e retrata um pedaço de sua alma. Atualmente, a autora se dedica a novos títulos e promete histórias surpreendentes.

Onde Comprar:

AWF Santos - Se Entregando ao Amor 03 - Petulante & Insensível

Sinopse:

Caio Alencar Barreto, ex-Oficial da Marinha Brasileira, um homem de caráter e opinião concisa, quebra totalmente os laços com sua família tradicionalista e recomeça sua vida longe deles.

Dono de uma firma de segurança e braço direito de Antonio Machado, ele leva sua vida de forma direta, sozinha e sem perspectivas para ter um relacionamento.
Amanda é apaixonada por dança e nutri um grande amor por Caio, homem de confiança de seu irmão.
Ela sempre fez questão de provocá-lo com sua boca petulante e seu jeito menina-mulher, mas não imaginava que seu grande amor poderia se revelar totalmente avesso aos seus sentimentos.
Quando o desejo grita em ambos, os conflitos começam.
Ela, sonhadora e petulante.
Ele, frio e insensível.
Pode essa entrega ao amor dar certo?

Venha conferir no terceiro livro da série Se Entregando ao Amor.


Resenha:
Ansiosa por essa história, Petulante e Insensível é o terceiro livro da série de comédia romântica Se Entregando ao Amor. Depois da explosiva Vega e a atrevida Aldria, chegou a vez da petulante Amanda e seu jeitinho juvenil e angelical. Caio, o segurança e homem de confiança do seu irmão, é o amor platônico dessa jovem desde que colocou os olhos nele. Apesar da grande diferença de idade, o que pesou nessa trama foi a confiança dada por Antônio a Caio.

Com todos os personagens reunidos nessa trama, Amanda não precisará de muito para armar um esquema mais que divertido para conquistar o coração do ogro mais insensível que existe. Nossa mocinha está na faculdade de dança e Caio ainda mantém seus olhos nessa mocinha, mas dessa vez, ela está independente e maior de idade.

Com um jeito angelical e pavio curto, rimos e torcemos para que esse casal se acerte o quanto antes. As cenas íntimas são de uma possessão que só Caio poderia protagonizar. Ele quer essa mulher, mas luta uma batalha interna com sua honra e convicção. Também, ex-tenente da marinha e vindo de uma família rígida, o que mais vale para ele são palavras e as ações.

Narrado em primeira pessoa, predominante da Amanda, temos a participação de Caio, Vega, Antônio e até Júlio. É muito bom poder acompanhar essa série e ter um gostinho dos personagens que já se foram. A escrita é direta, fluída e gostosa de ler.
Com direito a muitos risos, cenas românticas e um final surpreendente, essa história conseguiu superar as outras duas e entrou no meu rol de queridinhos.

Autora: AWF Santos Facebook Wattpad

Sobre a autora: Agatha Waleska F T Santos, pseudônimo AWF Santos, tem 28 anos, casada, sem filhos, umbandista na alma e no coração. É natural de Taubaté, interior de São Paulo. Formada em Administração de Empresas e hoje gerente administrativa no ramo de varejo de combustíveis. Sempre gostou de leitura, mas sua paixão se enraizou  com a Série Cinquenta Tons. É uma devoradora de romances eróticos e há pouco tempo descobriu o encantamento pela escrita. Sua primeira obra é a Série Se Entregando ao Amor, Agatha gosta da alegria da vida e é a favor de que aquilo que faz a pessoa feliz e torna alguém melhor.

Onde comprar: