domingo, 26 de março de 2017

Danilo Barbosa – A Princesa da Lapa

Sinopse:
Há tempos, entre os postes brilhantes e solitários da Lapa, houve um castelo feito de amores e ilusões perdidas. Nele, entre cortinas e brocados, existiu uma bela mulher, prisioneira de sentimentos perdidos e marcada pelo desejo dos homens. Uma mulher inesquecível, que foi chamada e ovacionada como a Princesa da Lapa. Jonas é um jovem escritor capaz de escrever as mais belas histórias de amor, mas não de vivenciá-las. Por ter sido abandonado por aquela que considerava a mulher da sua vida, ele não acredita mais em finais felizes. Até que, em uma noite, uma misteriosa senhora o encontra, disposta a lhe contar a sua história... A partir do momento em que a fantástica personagem começa a se revelar ao cético criador de histórias, um novo conto de fadas se revela aos olhos dos leitores, mostrando um mundo de paixões vorazes, sensualidade, poderes supremos e a eterna luta do bem contra o mal. Sejam bem-vindos à incrível e instigante história daquela que ficou conhecida para sempre como A Princesa da Lapa.

Resenha:
Cheio de metáforas, ambiguidades e mistério, Princesa da Lapa começa com desilusão amorosa e a busca do desconhecido. Somos apresentados a Ele e Ela, os protagonistas Larissa e Jonas que não se conheciam e por uma força desconhecida, a mulher encontra o rapaz e então, a verdadeira história acontece.
A sinopse, apesar de apresentar a história do livro de forma como é narrada no livro, não me preparou para o que iria encontrar nessas páginas digitais (li em e-book). Realmente foi como um conto de fadas, mas diferente de tudo o que já li.

A narrativa é feita em primeira pessoa entre os dois protagonistas na primeira parte, exclusivamente pela mocinha na segunda e na terceira parte, exclusivamente pelo mocinho.

Jonas é um escritor sofrendo de desilusão amorosa e falta de inspiração. Ele sofre, com todo o seu corpo e alma.
“Quando alguém nos machuca, fingimos que não sangramos. Tentamos parecer que estamos acima dessas coisas pequenas, chamadas comumente de ego. No entanto, trancados em nosso quarto, por trás da aparente fachada de macho alfa, todo homem chora baixinho, abafando seus lamentos com as mãos fechadas em punhos.”

Ele estava no ápice do seu sofrimento quando seu caminho cruzou com o de Larissa.

“Boa ou má, anjo ou demônio, desejo ou paixão. Estava na hora de arrancar os cadeados que insistiam em fechar a minha caixa de Pandora e deixar que os demônios saíssem.”
Esse trecho resumiu a motivação de Larissa a encontrar esse escritor e entregar toda a sua história, sem se preocupar com julgamentos ou intenções. Ela possui intensidade e poderes que nos fazem duvidar no início e acreditar completamente no meio e final.

“o mais importante é assumir que a maioria das coisas da vida está além da nossa compreensão.” 
Exatamente como essas palavras, a história de Larissa, que naquela época era conhecida como R, a Princesa da Lapa, foi contada cheia de fantasias e mistério a Jonas, o escritor sedento de inspiração. Muitas coisas aconteceram com essa menina/mulher e desde o início de sua narração, nos chocamos e emocionamos com ela. É inevitável.
R morava em um famoso bordel na Lapa, considerado como seu castelo e prisão. Ela se tornou a princesa, por causa dos seus cabelos mutantes e poderosos. Tudo em volta dessa mulher era místico e com uma mistura de realidade e fantasia, nos envolvemos com toda dor e amor dessa protagonista que não tinha medo de viver, mas tinha medo de amar.
“Acho que até hoje não sei o que sou, Jonas. Filha dos deuses, da luz ou das trevas. Só sei que vim a este mundo e o vivenciei com o parco conhecimento que se desvendou diante dos meus olhos.”
A partir do momento que ela conhece Lucas, o homem que iria provar a R que amor era muito mais do que imaginava, a fantasia toma conta e se transforma em realidade.
Entre bruxa má, carrasco e colega invejosa, R encontra em seu caminho uma amiga amorosa e um amor para se entregar.
“O amoroso e a vagabunda. O poeta e a concubina.”

Não se intimidem com o início intenso e denso desse livro. Assim que Larissa começa a contar sua história, a leitura fluí e não há nada que fará você parar.

Autor: Danilo Barbosa Facebook Wattpad Homepage

Sobre o autor: começou a carreira com contos, crônicas e poesias, algumas premiadas como “Reino Solidão”. Seu primeiro romance publicado foi Arma de Vingança, primeiro de forma independente e, após a obra se tornar best-seller três vezes na categoria suspense na plataforma KDP, foi publicado pela editora Universo dos Livros. Desde o seu lançamento em dezembro de 2015, o livro tem sido destaque nas redes sociais, e teve uma resenha até no jornal britânico The Guardian, antes mesmo de ser traduzido. A editora também publicou A Princesa da Lapa e a antologia Tardes Sensuais, da qual o autor faz parte. Além disso, Danilo Barbosa começou a publicar em 2016 os Contos Secretos, histórias curtas com alta dose de erotismo, em formato digital, conquistando o público feminino. Resultado: todos os cinco contos estiveram entre os mais vendidos da loja virtual Amazon. Possui tanto os contos A vozUm toque de Solidão e No coração da noite, que estão sendo transformados em audiolivros e também traduzidos para a Amazon americana.

Onde comprar:

Nenhum comentário:

Postar um comentário