quinta-feira, 22 de junho de 2017

Entrevista com Diana Scarpine

Diana Scarpine é baiana da cidade de Jequié, possui graduação em Ciências Biológicas (UESB), mestrado em Enfermagem e Saúde (PPGES/UESB) e atualmente cursa doutorado em Política Científica e Tecnológica pela Unicamp (PPGPCT/Unicamp), no qual tem se dedicado ao estudo da deficiência e da Tecnologia Assistiva. Apaixonada por literatura, escreve desde os treze anos de idade, transitando entre a prosa e a poesia. Além de “Uma Chance para Recomeçar” (Pandorga, 2016), é autora de “Entrelace: Caminhos que se Cruzam ao Acaso” (2012).

                 Entrelace             Uma Chance Para Recomeçar

1 - Quem é Diana Scarpine dentro do mundo literário (leitora e escritora) e fora dele?
Diana Scarpine: No mundo literário, sou uma escritora e leitora apaixonada por literatura, especialmente por romances e dramas e que começou a escrever aos treze anos de idade, porque não se sentia representada nos livros que lia. Fora do mundo literário, sou uma mulher comum que ama a sua família e tenta conciliar suas outras atividades profissionais e sua responsabilidade com a família com o ato de escrever. Não é fácil, mas venho conciliando há alguns anos estas várias atividades.

2 - Você busca, em seus livros, entreter, deixar uma mensagem ou os dois? Comente um pouco sobre isso.
Diana Scarpine: As duas coisas. No início, quando eu era bem novinha e escrevia só para eu mesma ler, me preocupava apenas em entreter (me entreter, me sentir representada); mas, à medida que fui crescendo, estudando e amadurecendo, isso começou a não me satisfazer mais enquanto escritora. Não bastava me sentir representada, eu precisava deixar uma mensagem, instigar os(as) leitores (as) à reflexão e, para isso, precisava publicar. Ou seja, antes mesmo de começar a publicar, chegou um momento em que passei alguns anos sem escrever repensando a minha escrita, se eu queria continuar a escrever e, em caso positivo, o que eu queria com os livros que eu escrevia. Cheguei à conclusão de que eu queria escrever algo mais contundente, reflexivo, algo que fosse fundo nos pensamentos dos personagens (uma narrativa mais introspectiva, psicológica). Não bastava trazer personagens com deficiência para o centro da narrativa, eu precisava escrever livros mais próximos da realidade, fazer uma crítica social sobre várias temáticas que permeiam o universo das pessoas com deficiência como o preconceito e a acessibilidade. “Entrelace: Caminhos que se Cruzam ao Acaso” é o primeiro livro desta segunda fase da minha escrita.

3 - O que podemos espera de de Uma Chance Para Recomeçar?
Diana Scarpine: No âmbito do entretenimento, dois personagens “quebrados”, machucados pela vida, mas que não perderam sua capacidade de amar e que vão lutar para recomeçar suas vidas. No âmbito da crítica social, em Uma Chance para Recomeçar, eu trato de vários temas como  preconceito, autopreconceito, autoaceitação, baixa estima, paralisia facial, relações familiares, trabalho, emprego, acessibilidade,  dentre outros.  

4 - Quais são os desafios na escrita e publicação dos seus livros?
Diana Scarpine: Acho que os maiores desafios dos escritores nacionais (e também meus) é justamente conseguir publicar e dar visibilidade a seus livros. A concorrência entre livros nacionais e estrangeiros ainda é muito desigual. As editoras ainda preferem investir mais em histórias que vem de fora, embora existam autores nacionais muito talentosos e livros nacionais muito bons. Eu acho que os autores nacionais, aos poucos, tem conseguido com muita luta (e colaboração dos blogs literários) um pouco de espaço para seus livros, mas eu acho que a situação ainda precisa melhorar bastante para que os autores nacionais tenham a valorização que precisam e merecem.

5 - Nos conte um pouco sobre os planos para 2017.
Diana Scarpine:  Em 2017, pretendo continuar divulgando meus dois livros publicados (Entrelace: Caminhos que se Cruzam ao Acaso e Uma Chance para Recomeçar) e, se tudo der certo, terminar meu próximo livro. Na verdade, estou reescrevendo um livro que escrevi pela primeira vez em 2000 e, como estou mudando muita coisa, ele ainda não tem nome definido. Mas ainda não sei quando ele será publicado. Além disso, tenho cuidado também da minha tese de doutorado, onde estou estudando sobre deficiência e Tecnologia Assistiva.

6 - Deixe-nos uma mensagem!
Diana Scarpine:  Quero convidar  a todos (as) a conhecerem os meus livros: Entrelace: Caminhos que se Cruzam ao Acaso e Uma Chance para Recomeçar. Além de proporcionarem entretenimento por serem lindas histórias de amor com um pouco de drama, são histórias que fazem uma crítica social, tratando de temas atuais que merecem reflexão. Venha se divertir e refletir com essas lindas histórias de amor! A segunda edição de Entrelace está na Amazon (https://www.amazon.com.br/dp/B06VTBWCMH/) com um precinho bem camarada (ou grátis no kindle unlimited) e Uma Chance para Recomeçar pode ser facilmente encontrado em livrarias físicas e virtuais (no meu blog há uma relação de livrarias virtuais onde ele pode ser encontrado: http://dianascarpine.blogspot.com.br/p/blog-page.html), além de estar disponível também em e-book. 
Aproveito para agradecer a Mari Sales pelo convite para participar dessa interessante entrevista!

Um comentário:

  1. Adorei participar da entrevista, Mari!
    Muito obrigada pela oportunidade!

    Abraço,
    Diana Scarpine.

    ResponderExcluir