quarta-feira, 21 de junho de 2017

Entrevista com Claudinha Castro

Claudinha Castro, que possuía pseudônimo Valentina Fernandes, brasileira,  atualmente reside na cidade de Ipatinga, MG, casada, mãe de dois lindos meninos. Assistente social, graduada pela UFES, especialista em Gênero pela UFOP, trabalha há 13 anos com vítimas de violência, onde aprendeu a respeitar a dor e o tempo do outro.
Sonhadora, romântica e apaixonada pela vida, odeia qualquer tipo de injustiça. Escritora desde criança, onde tudo se transformava em letras, versos, rimas ou histórias. Amante da arte em geral, aprecia as peças de Willian Shakespeare e as poesias de Clarice Lispector.
A autora usa de sua experiência profissional para trazer para ao público temas importantes como violência contra criança e adolescentes, acessibilidade, adoção tardia, dentre outros. Tudo permeado de muitas histórias de amor e superação.




1 - Quem é Claudinha Castro dentro do mundo literário (leitor e escritor) e fora dele?
Tanto no mundo literário como fora dele sou uma alma sonhadora, que acredita no poder que as pessoas têm de se reinventar e recomeçar.  Eterna apaixonada, acredito que somente o amor pode consertar este mundo.  Tanto na literatura como no meu cotidiano sou movida a paixão por tudo que faço. Escrever me faz transcender e ler me leva a um mundo leve, gostoso e reconfortante.

2 - Você busca, em seus livros, entreter, deixar uma mensagem ou os dois? Comente um pouco sobre isso.
Busco em meus livros passar uma mensagem por meio do entretenimento.  Por exemplo,  em meus livros  trato de temas complexos e pertinentes ao meu mundo profissional. Tento por meio do romance, passar aos leitores assuntos sérios e que muitas vezes são esquecidos.

3 - O que podemos esperar da série "Sonhos"?
Podemos esperar da Série Sonhos, um conjunto de livros com amor, dramas baseados em histórias reais, sexo caliente e mensagens importantes. Trato de violência sexual, adição tardia, adoção por casais homoafetivos, acessibilidade, preconceito, saúde mental,  boa noite Cinderela e muito mais. 

4 - Livro "Imperdoável" teve uma repercução interessante, por se tratar de traíção. Nos conte mais sobre o feedback das leitoras.
O livro Imperdoável nasceu do impacto positivo do conto com o mesmo nome.  Quem me conhece sabe que sou contra qualquer tipo de discriminação contra a mulher.  Eu percebia que nos livros quase sempre quem traía era o homem ou a vilã. Quis mostrar por meio do romance que nem sempre uma infidelidade é calculada ou como as pessoas pensam no senso comum: vulgar. Mesmo sabendo que poderia sofrer muitas críticas, quis mostrar que a forma em que tratamos de nossos relacionamentos determinam tudo. Acredito que consegui,  pois todas as avaliações e retornos que recebi foram muito positivos. Percebi também por meio de muitas mensagens inbox que muitas mulheres não estão felizes em seu casamento,  mas não tem força para sair da relação.  Vou continuar escrevendo livros polêmicos que façam as pessoas se colocarem no lugar dos protagonistas. 

5 - Seus livros seguem o estilo drama. É seu único foco na escrita ou irá explorar outros mundos?
Pretendo escrever um juvenil misturando romance,  drama e fantasia.  Quero escrever também suspense, adoro.

6 - Quais são os desafios na escrita e publicação dos seus livros?
Maior desafio para mim é me divulgar. Conseguir conquistar o Brasil. 

7 - Nos conte um pouco sobre os planos para 2017.
Escrever pelo menos mais 3 livros. 

8 - Deixe-nos uma mensagem!
Nunca se acomode. Desafie-se! Vá além de seus limites! Leia, fale dos autores, indique para seus  amigos,  só assim iremos prosperar no mundo literário. Um cheiro e um beijo para cada leitor deste Brasil de meu Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário